Use as críticas como alavanca para o seu sucesso

Numa lista de coisas mais agradáveis do mundo, certamente não encontraremos a palavra “críticas” entre elas. Normalmente isso acontece porque a crítica pode ser confundida com rejeição ao invés de ser vista como aliada.

Sabemos que nem todas as críticas são construtivas e que nem todo ser humano está imbuído das melhores intenções, mas, se você quer avançar em seu desenvolvimento, é preciso saber utilizar as críticas como alavanca para o seu sucesso.  Para isso, pode seguir alguns passos:

Apenas escute:

Se você recebe uma crítica como algo relacionado ao seu valor pessoal, ela terá um efeito como o de uma flecha no peito, rápida e certeira, provocando sentimentos de revolta, tristeza e injustiça.  Para evitar isso, procure apenas escutar a crítica como se ela não fosse para você ou como se você estivesse apenas assistindo a cena, livre da necessidade de julgar.  Pode parecer difícil num primeiro momento, mas encare como um desafio.  Este exercício te ajudará a manter certo distanciamento emocional da situação para que você possa atuar de maneira mais assertiva na sequência.

Entenda o contexto:

A partir do que a pessoa disser, observe os fatos, busque referências e outros pontos de vista, veja com isenção de opinião se as informações apresentadas têm algum fundamento para que você tenha os elementos necessários para decidir algo.

Evite entrar no modo de ataque ou defesa:

Ao escutar uma crítica, evite entrar no modo de ataque e defesa, negando ou rebatendo a crítica. Ainda que você acredite ter a razão, poderá perdê-la se tiver uma reação equivocada. Lembre-se de que as críticas construtivas podem te oferecer oportunidades que você não teria sem elas e abrir espaços para melhorias em empregos ou relacionamentos.  Além disso, a pessoa que está criticando pode não estar totalmente certa, mas pode também não estar totalmente errada e você só terá as informações necessárias para atuar se deixar a pessoa falar. Se depois disso você ainda discordar da pessoa, será sua vez de pedir a palavra e informar sua forma de ver a situação, abrindo espaço para o diálogo e negociação.

Saiba o que se ganha e o que se perde:

Quando uma pessoa critica algo diretamente para você, ela espera uma mudança. Solicite que ela diga claramente qual é a mudança esperada e em quanto tempo ela espera que isso aconteça, para que você então possa avaliar se tem a condição e a vontade de contribuir para o atendimento desta expectativa. Coloque na balança o que você e as pessoas envolvidas ganham ou perdem com sua contribuição para tomar uma decisão que seja coerente com o caminho que deseja seguir.

Aprenda com a crítica:

Todos nós podemos ter um ponto cego, um ângulo que não conseguimos acessar sozinhos, mas que outras pessoas podem nos ajudar a ver.  Acompanhando tantos profissionais em desenvolvimento, observo que os que avançam mais rapidamente e com mais consistência são aqueles que não levam tudo para o lado pessoal e que utilizam as criticas para trabalharem a redução de suas vulnerabilidades.  Você também pode fazer isso, por conta própria ou buscar ajuda profissional, acessando: http://www.transcende.com.br/contato/

Será um prazer te ajudar neste processo.

 

Texto de Patricia Peres Monteiro – Coach, Terapeuta, Facilitadora e Fundadora da Transcende

Photo by Tim Gouw